Fisco para em 15fev2017

Fisco paralisa atividades, lamenta falta de diálogo e diz que o Governo tem condições de atender reivindicações

Esta quarta-feira (dia 15) foi marcada pela primeira do que se espera seja uma série de paralisações do pessoal do Fisco. Conforme deliberação em recente assembleia da categoria, ficou decido que, a partir de agora, haverá uma paralisação num dia da semana (escolhido por sorteio), até que o governador Ricardo Coutinho se decida a dialogar com os auditores fiscais.

Agepen nota contra Governo 14fev2017

Luz amarela: agentes penitenciários lamentam “esquecimento” do governador e cobram diálogo sobre reajustes

A Agepen (Associação dos Agentes Penitenciários) divulgou nota em sua página na Internet, questionando o “esquecimento” do governador Ricardo Coutinho com a categoria. Ocorreu após RC anunciar incorporação de gratificações aos vencimentos dos Policiais Militares. “Mas, não fez nenhuma menção aos agentes penitenciários”, lamenta Marcelo Gervásio, presidente da Agepen, que assina a nota.

Marcos Vinicus com ministro do Turismo 14fev2017

Ministro do Turismo atende pedido da Câmara e assegura apoio ao Carnaval de João Pessoa a partir de 2018

O vereador Marcos Vinicius muda de fato a dinâmica da Câmara de João Pessoa. Após intensificar o diálogo da Casa com vários setores da sociedade, o parlamentar foi, nesta terça (dia 14), ao ministro Roberto Freire (Cultura), para estabelecer uma parceria em torno as entidades carnavalescas da Capital, tendo a Câmara como intermediária. Algo de fato inédito em termos de Câmara Municipal.

andré amaral

Certidão da Justiça Eleitoral pode tirar mandato de deputado que assumiu vaga de Manuel Jr por falta de filiação ao PMDB

O deputado André Amaral poderá enfrentar grandes dificuldades para manter seu mandato. O 1º suplente do PMDB, André, como se sabe, cadeira na Câmara Federal, na vaga deixada após a renúncia Manuel Júnior, eleito vice-prefeito de João Pessoa. Uma certidão fornecida pela Justiça Eleitoral atestaria que Amaral não tem filiação partidária, portanto não poderia manter o mandato.

Laura publica ameaça a Pamela 14fev2017

Advogada envia a Janot documentos com supostas ameaças de RC a Pâmela

A advogada e ex-conselheira dos Direitos Humanos da OAB, Laura Berquó, publicou em seu Blog documento enviado ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com reprodução de uma suposta ameaça do governador Ricardo Coutinho à ex-primeira-dama Pâmela Bório. “Infelizmente, na Paraíba a perseguição política tomou uma proporção nunca antes vista”, diz.

Pâmela Bório set2015

Governador volta a acionar Justiça para censurar postagens de Pâmela sobre Jampa Digital e Bruno Ernesto. Apesar da decisão de Fux

Uma recente decisão do ministro Luiz Fux (Supremo Tribunal Federal) proibindo censura prévia em postagens na Internet não parece ter intimidado governador Ricardo Coutinho. Ele acaba de acionar a Justiça novamente para tentar impedir que a ex-primeira-dama, Pâmela Bório, faça postagem em redes sociais sobre o escândalo do Jampa Digital ou sobre o assassinato de Bruno Ernesto.

Video Coronel Francisco no Correio Debate 2003 RC

VÍDEO revela RC apoiando paralisação de policiais e criticando falta de diálogo do Governo: “Ele não é dono da Paraíba”

Quem vê o governador Ricardo Coutinho, hoje, acusando a oposição de estimular uma paralisação dos policiais militares na Paraíba, e ainda criticar o movimento que surge nos quartéis, não imagina que, certo dia de 2003, durante entrevista ao programa Correio Debato, esse mesmo Ricardo Coutinho (à época, deputado de oposição) pregava precisamente o contrário.

Video Coronel Francisco no Correio Debate 2003 CF

VEJA VÍDEO Coronel Francisco ironiza incoerência de RC sobre greve da PM: “Quando era deputado, ele defendia”

O Coronel Francisco, presidente do Clube dos Oficiais, comentou com o Blog um vídeo que caiu na Internet, neste final de semana, trazendo trecho de uma entrevista do então deputado Ricardo Coutinho, no programa Correio Debate (em 2003), em que ele defende um movimento de paralisação dos policiais militares, e acusa o Governo do Estado de falta de diálogo com a categoria.