ALGO EM COMUM… Bolsonaro e Lula detonam a possibilidade de uma 3ª via para a disputa da Presidência

De repente, meu caro Paiakan, vem a revelação de que Bolsonaro e Lula têm algo em comum: os dois criticam com veemência um eventual candidato de 3ª via para disputa da Presidência em 2002. Apesar de pesquisas recentes indicarem que mais de 30% dos brasileiros admitem não votar nem em Lula, nem em Bolsonaro.

De um lado, Bolsonaro afirma: “Tem uma passagem bíblica que diz, seja quente ou seja frio, não seja morno. Então terceira via, povo não engole isso aí. Não vai dar certo. Não vai agregar, não vai atrair a simpatia da população. Não existe terceira via, está polarizado (com Lula)“.

De outro, Lula verbera: “A 3ª via é uma invenção dos partidos que não tem candidato. Falam em polarização… O que tem de um lado é democracia e do outro é fascismo. Quem tá sem chance usa de desculpa a tal da 3a via. Seria importante que todos os partidos lançassem candidato e testassem sua força.”

A reação de Bolsonaro e Lula, numa mesma frequência, parece indicar com os dois rejeitam a possibilidade do surgimento de uma terceira força capaz de se viabilizar na disputa e ameaçar suas pretensões.

Disputam a possibilidade de se consolidarem como 3ª via: Ciro Gomes (PDT), Dória (PSDB), Datena (PSL), Simone Tebet (MDB), Rodrigo Pacheco (a caminho do PSD) e, possivelmente, Sérgio Moro (sem partido).

O problema é que, para vários analistas políticos, um candidato de 3ª via que, eventualmente, se viabilize e vá para o segundo teria chances reais de uma vitória, seja contra Lula, seja contra Bolsonaro. A conferir.