APÓS CONTAS REJEITADAS… Ricardo Coutinho mira contato com a ministra Ana Arraes do TCU

Vem de Brasília a informação que o ex-governador Ricardo Coutinho empenhou-se, nas últimas horas, em manter um contato com a ministra Ana Arraes, do Tribunal de Contas do Estado. Ex-deputada pelo PSB, Ana é filha do saudoso Miguel Arraes, e mãe do ex-governador Eduardo Campos.

O detalhe é que, há poucos dias, Ricardo Coutinho teve suas contas, ainda quando prefeito de João Pessoa, reprovadas pelo TCU, e ainda foi condenado a pagar uma multa de R$ 45 mil, além de devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 345.440,51 (valor atualizado do débito, com juros, em 24/9/2019).

Há quem aposte que a conversa de Ricardo Coutinho com a ministra Ana Arraes foi a ocorrência das manchas solares, mas alguns mais afoitos suspeitam que o diálogo teve a ver exatamente com o problema da reprovação de suas contas, que poderá resultar em mais problemas no seu currículo.

Mas, se esse foi o tema, ele poderia tentar talvez um caminho mais curto, com o ministro Vital do Rego, de quem foi aliado nas eleições de 2014. A menos que a relação com o irmão, senador Veneziano Vital do Rego, não esteja muito bem aprovada…

Pra entender – O TCU julgou irregulares as contas referentes a um convênio firmado com o Ministério da Previdência e Assistência Social e Combate à Fome, na época em que Ricardo Coutinho era prefeito da Capital. O processo foi julgado na sessão do último dia 14 de setembro e teve como relator o ministro Aroldo Cedraz.

O convênio visava promover a inserção social de agricultores familiares de João Pessoa, por meio da programação de cursos de capacitação, apoio material e equipamentos necessários à produção, beneficiamento e comercialização de produtos agroalimentares, visando à geração de renda das famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade-social.

Para a auditoria, a prefeitura de João Pessoa não conseguiu atingir o número de beneficiários pretendido no Plano de Trabalho. Ademais, a documentação apresentada na prestação de contas tampouco demonstrou o alcance dos objetivos esperados nas suas metas.