APÓS RC ASSUMIR COMANDO Coletivo petista decide acionar presidente do PT por afastar secretário-geral de forma “arbitrária”

O coletivo petista Paulo Freire decidiu acionar, judicialmente, o presidente do PT, Jackson Macedo, por ter afastado o sindicalista Arimatéia França da secretaria-geral do partido, de “forma arbitrária”.

“Foi uma medida unilateral, pessoal, solitária e exclusivista, sem ouvir ninguém para que pudesse ter aval necessário em adotar uma posição arbitrária e anti-estatutária”, diz documento do coletivo.

França, que é filiado há 35 anos no partido, estranhou a atitude de Jackson: “Lamento profundamente o ocorrido. Estamos vivenciando internamente no PT paraibano essa situação de desunião.”

Ainda: “Isto tudo é resultado dessa postura autoritária de Jackson Macedo. Ele vem criando um clima hostil internamente, passando inverdades sobre a política paraibana a direção nacional do partido.”

E arrematou: “Não fui previamente avisado, foi uma surpresa (seu afastamento). Não sei a quem ele quer agradar no âmbito local”, deixando a entender que Jackson agiu contra ele sob orientação do ex-governador Ricardo Coutinho.

Como se sabe, recentemente, a direção nacional promoveu uma intervenção, para dar o comando da legenda na Paraíba ao ex-governador.