FOLHA DE SÃO PAULO Rangel Jr pode ser o candidato a senador da federação diante da inelegibilidade de Ricardo Coutinho

Talvez tenha sido apenas mera coincidência o fato de Ricardo Coutinho ter sido impedido de compor o palanque no evento de lançamento da pré-candidatura da chapa Lula-Alckmin, no último sábado (dia 7), diferente de João Azevedo e Veneziano Vital do Rego.

Mas, segundo o jornal Folha de São Paulo, em sua coluna Painel deste domingo, há o registro de que, diante da impossibilidade de viabilização de alguns pré-candidatos ao Senado, outros partidos da federação podem indicar os postulantes para a disputa.

Um dos casos mais emblemáticos, obviamente, refere-se à inelegibilidade de Ricardo Coutinho, decretada pelo Tribunal Superior Eleitoral, e, por conta disso, começa a pressão para que o PCdoB indique, no âmbito da federação com PV e PT, o companheiro de chapa do senador Veneziano Vital do Rego.

O nome é do ex-reitor Rangel Júnior, que foi indicado pelo seu partido, o PCdoB, e conta com o apoio também integral do PV, além de fatia expressiva do PT, especialmente aqueles militantes que resistem ao fato do comando do partido ter sido dado ao ex-governador.

Diante das queixas de lideranças do partido, para que seja dada uma solução ao caso da Paraíba, a presidente nacional Gleisi Hoffmann aconselhou a federação buscar a saída entre os próprios partidos.

(mais em https://bit.ly/3P5xg6J)