JUROU DE PÉS JUNTOS… (vídeo) Couto diz que Ricardo Coutinho é inocente na Calvário e que pode ser candidato do PT em 2022

O ex-secretário Luiz Couto surpreendeu a praça, nesta sexta (dia 21), ao defender uma suposta candidatura de Ricardo Coutinho ao governo do Estado, em 2022, inclusive pelo PT, caso ele queira ingressar no partido.

Segundo Couto, a decisão do Tribunal Superior Eleitoral, que tornou o ex-governador inelegível, ainda pode ser revertida. Apesar da legislação considerar a decisão como terminativa. Couto, no entanto, parecia estar sóbrio, ao dar a declaração.

“O TSE o tornou inelegível, mas este Tribunal não é o dono da verdade. Não é a última instância, não é uma decisão terminal, pode recorrer e ter uma decisão desmanchada”, disse o ex-deputado.

E arrematou: “Ele (Ricardo Coutinho) pode ser candidato a governador ou até mesmo a senador. Isso vai depender da vontade dele e da direção nacional do partido”.

Se já foi surpresa, meu caro Paiakan, Luiz contestar a decisão do TSE, foi ainda mais surpreendente afirmar que “não há nada contra Ricardo Coutinho”, referindo-se à Operação Calvário a à contramão das investigações do Gaeco.

Por fim, revelou que será candidato a deputado federal, em 2022, mesmo sem o apoio do Diretório Estadual do PT, que tem sinalizado pelo apoio à reeleição do Frei Anastácio.

Afirmou ainda que, se depender dele, o PT não deverá fazer parte de uma aliança com o Cidadania do governador João Azevedo, que deve disputar a reeleição as eleições do próximo ano.

E arrematou: “O que ele (João Azevedo) fez, após eu tomar a posição política de apoiar Ricardo Coutinho (na disputa pela prefeitura de João Pessoa, ano passado) e ele me exonerou, mesmo com um pedido que eu tinha de férias, ou seja, não tem como você querer apoiar.”

As declarações de Couto foram dadas à rádio Arapuan.

Vale a pena ver de novo – Um vídeo, gravado em junho de 2000, durante uma convenção do PT no Colégio Lyceu, quando Ricardo Coutinho ainda era filiado ao partido, e pretendia disputar a prefeitura de João Pessoa, ele chegou a ameaçar Luiz Couto, a quem tachou de “cabra safado”, por conta das animosidades.

No vídeo, outros militantes estariam tentando conter Ricardo Coutinho, que estava determinar a enfrentar Luiz Couto, aparentemente na base dos sopapos e do pugilato.

REVEJA VÍDEO…