Luciano Cartaxo assume posição contra o impeachment da presidente Dilma e defende Lula

Luciano Cartaxo dez2015

O prefeito Luciano Cartaxo tem pelo menos algo em comum com o governador Ricardo Coutinho: assumiu publicamente que não defende, pelo menos neste momento, o impeachment da presidente Dilma. Cartaxo alega não ter identificado crime de responsabilidade nas chamadas pedaladas fiscais: “Para cassar o mandato da presidente, precisaríamos ter essa clareza.”

A posição de Cartaxo pode ser um indicativo de que seu partido, o PSD, também deverá fechar com a presidente Dilma, no processo de impeachment que tramita na Câmara Federal. Dilma, portanto, pode assegurar o voto do deputado Rômulo Gouveia que, inclusive, de acordo com levantamento do jornal O Estadão figura entre que “não foram encontrados” para antecipar seu voto.

O PSD tem o Ministério das Cidades, que é comandado pelo ex-prefeito Gilberto Kassab.

Lula – Cartaxo também defendeu o ex-presidente Lula, envolvido em várias denúncias, inclusive em relação ao tríplex do Guarujá e ao sítio de Atibaia (SP): “Lula está sendo alvo de várias denúncias, e isso ninguém vê com bons olhos. É possível ver claramente que a sociedade está buscando respostas e não se pode fugir da obrigação de dar os devidos esclarecimentos, especialmente à Justiça. Mas ninguém pode ser julgado de forma antecipada sem a defesa.”