DESCEU DO MURO Rompimento do PSDB com Bolsonaro leva paraibano indicado por Pedro pedir demissão da Sudene

O PSDB da Paraíba desceu do muro. Pelo menos em relação ao governo Bolsonaro. O partido vinha em ebulição, desde que a direção nacional decidiu anunciar oposição ao presidente e o deputado Pedro Cunha Lima declarou que não iria cumprir a determinação, que manteria apenas uma posição crítica.

Então, a direção nacional contatou a estadual para que Evaldo Neto, superintendente da Sudene, deixasse o cargo, para o qual foi indicado pelo deputado Pedro Cunha Lima. Informações procedentes de Recife indicam que, na tarde desta segunda (dia 20), Evaldo cumpriu a determinação da estadual e pediu exoneração.

Advogado, Evaldo Cavalcanti da Cruz Neto foi nomeado para a Sudene, em 2 de março de 2020. O advogado é neto do ex-prefeito de Campina Grande, Evaldo Cavalcanti da Cruz e genro do ex-senador Cássio Cunha Lima, que já foi superintendente da Sudene.