O INUSITADO ACONTECE (vídeo) Vereador ex-presidiário e mais dois invadem restaurante popular e tocam o terror no Conde

Um fato no mínimo curioso ocorreu, esta quinta (dia 22), na cidade do Conde. O vereador e ex-presidiário Flávio Cabaré, junto com mais dois parlamentares (Leo Carneiro e Munique Marinho), invadiram um restaurante privado que fornece refeições a preços populares em convênio com o Governo do Estado, através do programa “Tá Na Mesa”, e tocaram o terror junto aos clientes.

Cabaré, Munique e Léo, além de assessores e familiares, alegaram que a “invasão” ao restaurante ocorreu para “fiscalizar” o estabelecimento. Eles, inclusive, fizeram filmagens dos clientes e trabalhadores do restaurante. Com o tumulto, as pessoas deixaram o local apressadamente e levaram o caso ao conhecimento do Ministério Público, pedindo providências.

O restaurante serve, diariamente, 400 refeições ao preço de R$ 1 e tem sido motivo de críticas por parte da oposição ao governo na cidade do Conde. Na confusão, a proprietária do estabelecimento chegou a ser agredida verbalmente por um dos vereadores e reagiu, afirmando que o seu estabelecimento é particular, e que eles estão proibidos de entrar no local (veja vídeo).

Flávio Cabaré, como se sabe, foi preso em 2019 (imagem acima) por envolvimento em uma suposta rede de prostituição e exploração sexual com atuação em Paraíba e Pernambuco, com base na cidade do Conde. Ele era, então, suplente de vereador e assumiu o cargo enquanto estava preso, num episódio que ganhou destaque nacional. Na eleição do ano passado, ele foi eleito vereador.

Recesso – A câmara de Conde retorna do recesso parlamentar na próxima semana, e é possível que os vereadores invasores sejam acionados pelos colegas por quebra de decoro. Caso essa invasão de hoje seja denunciada os vereadores podem ser processados por excederem suas prerrogativas invadindo estabelecimento privado e intimidando funcionários.