OPERAÇÃO BLEEDER (confira envolvidos) PF, MPF e CGU apuram desvio de R$ 21 milhões para construção de açudes na Paraíba



Manhã agitada para envolvidos em desvio de recursos para obras hídricas na Paraíba. A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta (dia 18), a Operação Bleeder, um desdobramento da Recidiva, que apurou desvios de recursos públicos federais repassados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional aos municípios da Paraíba para construção de açudes e barragens.

As investigações apontaram que, em todas as obras, empresas de fachada venciam as licitações fraudadas e, por meio do pagamento de suborno a agentes públicos, e pagavam propinas, a partir do superfaturamento dos recursos aplicados.

Conforme levantamento feito pela CGU, as obras investigadas totalizam, aproximadamente, R$ 79 milhões, com indícios de sobrepreço e superfaturamento nos montantes de R$ 13,3 e R$ 8,2 milhões, respectivamente. A PF rastreou o destino final de repasses federais que teria provocado o desvio na ordem de R$ 21,5 milhões.

Ainda de acordo com as investigações, os envolvidos desempenhavam, simultaneamente, as funções de construtores e fiscais das obras, possibilitando o desvio dos recursos. Houve até o registro de que, após o falecimento de um dos principais investigados, seus dois filhos, também engenheiros, assumiram as principais ações da organização criminosa, e seguiram agindo livremente.

Nesta ação, como de costume, a PF contou com a colaboração do Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União.

Mandados – Estão sendo cumpridos 34 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 14ª Vara Federal de Patos, com pareceres favoráveis do MPF, nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Paulista e Pombal, além, também, no município cearense de Juazeiro do Norte.

A CGU realizou investigações sobre a execução de obras de açudes e barragens nos municípios de Aguiar, Brejo do Cruz, Emas, Gado Bravo, Ingá, Itaporanga, Pedra Branca, Riachão do Bacamarte, Santana de Mangueira, São Bento e São José de Caiana.

Foram realizados, ainda, levantamentos de dados em obras nas cidades paraibanas de Aguiar, Alcantil, Bananeiras, Monteiro, Parari e Serra Grande.

ALVOS DOS MANDADOS…

Pessoas – Celso Mamede Lima, Damiao Allisson Cavalcante Diniz, Denilson Pereira Rodrigues, Francinilda Almeida da Silva, Francisco Feitosa Palitot Neto, Heackel Janniere de Sousa Ramalho, Helane Marne Feitosa Nunes, Jorge Luiz Lopes dos Santos, João Feitosa Leite, João Feitosa Leite Junior, José Roberto de Queiroga Gomes, José Roberto de Queiroga Gomes Segundo e Killys Marques Andrade Mororó.

E ainda Liliane Elias de Alencar, Manuel Alves dos Santos, Maria do Socorro Gomes de Almeida Alves, Maria do Socorro Trajano de Sousa, Maxwell Brian Soares de Lacerda, Pantalião Pereira de Sousa, Petrônio Gomes de Almeida, Raimilson Tadeu da Silva Pereira, Raimundo Queiroga Neto, Rodney Rob de Queiroga Freitas, Sandro Cassio de Oliveira Nunes, Sebastiao Queiroga Filho e Tacizio Leite Dantas.

Empresas – Accocil Construções e Locações Eireli, Construdantas Construção e Incorporação Ltda, Inova Construções E Empreendimentos Eireli, Itajunsata Engenharia e Serviços Eireli, Ntz Construtora E Locações Ltda
Pontais Serviços de Projetos e Construções Ltda, Viga Engenharia Eireli e Wj Engenharia Ltda.
(mais em https://bit.ly/3Hw5Ov3)