PENSAMENTO PLURAL João Azevedo tem medo da Polícia? Por Tárcio Teixeira

Em meio à crise da Polícia Militar com o governo do Estado, Tárcio Teixeira, ex-presidente do PSol, envia texto ao Blog, questionando se, em meio às conversações do governador João Azevedo com os policiais também não cabe dialogar também com outras categorias, como os professores. Confira íntegra de seu comentário…

Verdade que não é de hoje a defasagem salarial das servidoras e dos servidores públicos da Paraíba, fato este que não diminui a responsabilidade de João Azevedo com as dificuldades vividas por nós que trabalhamos no Serviço Público, até mesmo porque ele é governo desde 2015 e, além disso, vive se vangloriando que a Paraíba está com os cofres cheios?

Ao tempo que parabenizo as policiais e os policiais civis e militares da Paraíba pela importante conquista de incorporação das gratificações ao salário e do percentual de aumento, pergunto ao governador: policiais são mais importantes que profissionais da saúde, da educação, da socioeducação, da cultura, da assistência social, da habitação e das demais políticas públicas? Não, não são, assim como os profissionais das outras políticas públicas não são mais importantes que quem trabalha na segurança pública, cada qual tem sua importância nos cuidados com a população, em especial em tempo de pandemia e fragilidade no sistema educacional.

Espero que João Azevedo não busque melhoria apenas para polícia, mas atenda as necessidade das dezenas de outras categorias, ou será que o governador está com medo da polícia?

João, política não se faz com medo, se faz com diálogo e respeito. Respeito todas as categorias profissionais da Paraíba merecem, passou da hora de abrir os cofres e tirar servidoras e servidoras do caos financeiro atual.

 

Os textos publicados nesta seção “Pensamento Plural” são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Blog.