QUER DISTÂNCIA (áudio) João rejeita reaproximação com Ricardo Coutinho e sinaliza ao PT que não aceitará o ex em seu palanque

É notório o isolamento político do ex-governador Ricardo Coutinho, especialmente após o efeitos da Operação Calvário e, recentemente, sua acachapante derrota na disputa pela prefeitura de João Pessoa.

Não surtiu efeito, por exemplo, a sua aparente tentativa de filiação ao PDT para, em tese, oferecer um palanque ao presidenciável Ciro Gomes na Paraíba. O caso simplesmente não prosperou.

Dentro do seu partido, o PSB, seus espaços estão cada vez menores, após a direção nacional (Carlos Siqueira) transferir o comando estadual para o deputado Gervásio Filho, que flerta com o governador João Azevedo.

Já sua intenção de retornar ao PT, em que pese o provável aval de Lula e da presidente Gleisi Hoffmann, não se apresenta pacífica: há resistências de militantes de peso como deputados Anísio Maia e Frei Anastácio.

Agora, o governador João Azevedo, que, atualmente, tem o PT estadual como aliado, manda recado para Lula: se quiser ter o seu apoio, então não será aceita a participação de Ricardo Coutinho no palanque.

Durante entrevista a jornalistas de Cajazeiras, nesta quarta (dia 28), João foi peremptório ao rejeitar qualquer possibilidade de recomposição com Ricardo Coutinho: “Essa reaproximação não será possível, evidente que não!”

E ainda: “Não vejo a mínima possibilidade. Não há essa possibilidade realmente, e nem há intenção da nossa parte em voltar a ter aliança nenhuma com o ex-governador…” Mais claro, impossível.

CONFIRA TRECHO DE SUA ENTREVISTA….