RC volta acusar Cássio de falta de ética e oportunismo: “Rompeu aos 45 minutos”

Cássio e Ricardo02

Durante passagem por Sousa, há poucos dias, o governador Ricardo Coutinho voltou a abrir as baterias contra o senador Cássio Cunha Lima, ainda por conta do seu rompimento. Ricardo afirmou que faltou ética ao tucano, que rompeu aos “45 minutos do segundo tempo”. “Alguém já perguntou por que ele ficou no Governo até o último dia?”, indagou o socialista.

E seguiu batendo: “Será que a Imprensa já perguntou a alguém que agora me largou aos 45 minutos do segundo tempo, demonstrando sinceramente uma falta de ética impressionante? Será que a Imprensa já perguntou o que é que está por trás disso? Por que é que fez questão de ficar lá por oportunismo? Será que o povo gosta disso? Será que o povo assina em baixo esse tipo de comportamento?”

Demonstrando claramente mágoa do seu ex-parceiro, RC afirmou: “Eu não rompi com ninguém. Eu estou onde estava. Eu cumpro meus compromissos. E até hoje nem eu, nem a Paraíba sabe quais são os motivos. Não é a coisa mais simples você dizer por quê. Olha, eu tô rompendo aqui porque o fulano não deu isso, fulano me tirou isso, tirou aquilo. Enfim, alguma coisa. Qual é motivo que existe?”

O governador também deixou algo no ar, ao afirmar: “Eu pouco estou interessado qual é o verbo que o PSDB conjuga, se é trair ou não, mas eu lamento profundamente, porque eu sei o quanto parceiro eu fui e eu sou. Eu sou parceiro, agora eu não posso ser parceiro das coisas impossíveis, porque, antes de qualquer coisa, eu tenho responsabilidade, e é essa responsabilidade.”