ÁGUA E ESGOTO… Prefeitura de Santa Rita terceiriza abastecimento com empresa privada e Cagepa decide recorrer à Justiça

Muita água ainda vai passar por baixo da ponte, mas o fato é que, após a prefeitura de Santa Rita anunciar a contratação da empresa ANE (Associação Águas do Nordeste) para administrar o serviço de abastecimento de águas e esgotos, a Cagepa anunciou recurso à Justiça para manter o contrato o serviço com o Município.

O contrato entre a Cagepa e o Município estava expirado, então o prefeito decidiu não renovar para celebrar nova parceria com uma empresa privada, que promete investir R$ 260 milhões na cidade, em obras de saneamento básico, após assumir, oficialmente, o serviço.

Segundo o prefeito Emerson Panta, o Município tem apenas 4% de sua área com saneamento básico. Alegou também que a falta de esgotamento sanitário, por exemplo, vem infiltrando o solo e contaminando o manancial da cidade, um dos mais importantes do Estado, composto por água mineral.

Cagepa – Em nota, a Cagepa informou que foi obrigada a entregar à prefeitura a gestão do serviço, desde a noite dessa quarta (dia 11), por determinação judicial, mas revelou já ter acionado o setor jurídico para contestar a decisão, que considera questionável.

Nota da empresa: “A Cagepa reafirma seu compromisso junto à população de Santa Rita e reitera seu interesse em permanecer operando e investindo nos serviços em benefício do município, por entender que a cidade, que faz parte da Região Metropolitana de João Pessoa, integra um contexto específico de abastecimento de água e esgotamento sanitário, e que isoladamente vai ter dificuldades de se abastecer, gerando prejuízos à população.”

Daesa – Existe um outro município, que também ganhou na Justiça o direito de administrar o serviço de abastecimento de águas e esgotos: Sousa. Foi uma ofensiva bem sucedida do então prefeito Salomão Gadelha. A empresa é a Daesa.