SEM MARCHA À RÉ… João nega ter enviado Galdino para convencer Efraim a voltar pra sua base: “Ele escolheu seu caminho”

Mais um capítulo na polêmica envolvendo o deputado pré-candidato Efraim Filho (União Brasil), o presidente da Assembleia Adriano Galdino (PSB) e o governador e também pré-candidato João Azevedo (PSB).

Tudo começou quando Galdino externou críticas a Efraim por ter descumprido parte do acordo para apoiar sua pré-candidatura ao Senado, passando a fazer campanha explícita pelo pré-candidato Pedro Cunha Lima (PSDB). Efraim reagiu, afirmando que Adriano estava atuando apenas como emissário de João para retornar à sua base.

Bem, João decidiu responder às declarações de Efraim, negando ter escalado Galdino para tentar uma reaproximação: “Não procede a informação que eu tenha mandado interlocutores, isso não houve. Jamais houve esse contato com quem quer que seja. Se alguém fez esse contato, não foi em nome do governo.”

E ainda: “O deputado Efraim escolheu o caminho dele. Ele está na chapa do candidato da oposição. Então, não vejo a minha possibilidade. Ele já escolheu o seu caminho e está trabalhando para o candidato que nos faz posição, então não tem qualquer possibilidade de marcha à ré.”

Encontro – As declarações do governador foram dadas, durante evento no Sertão com vários prefeitos da região. Dentre os prefeitos presentes, constaram: Ceninha Lucena (Bonito de Santa Fé), Doca Lima (Mato Grosso), Eudim de Dé (Riacho dos Cavalos), Jarques Lúcio (São Bento), Kadson Monteiro (Jericó), Laurinho Maia (Catolé do Rocha), Luquinha do Brasil (Marizópolis), Marcelo Bezerra (Condado) e Pedrinho Caetano (Bom Sucesso).